Notícias Vistos / Imigração

Mudanças aprovadas para o visto de estudante – Julho 2016

reading a notebook
Publicado por Marina Abreu Silva

Algumas semanas atrás eu postei que a imigração estava analisando algumas propostas para o visto de estudante. Leia o post AQUI.

Agora é oficial, mudanças serão feitas pra quem aplicar a partir de 1 de julho de 2016.

Informações gerais sobre o SSVF:

SSVF significa Simplified Student Visa Framework e vai começar a ser utilizado a partir de 1 de julho de 2016.

No SSVF:

  • Todos estudantes internacionais vão aplicar para um único visto de estudante (subclass 500), independente do curso escolhido. Não vai ter mais uma classe para curso de inglês, uma para cursos VET, uma para graduação e etc.
  • todas as aplicações serão feitas online.
  • um novo cálculo de risco será usado para indicar as evidências necessárias para a comprovação de nível de inglês e de suporte financeiro.

Único cálculo de risco para comprovação de inglês e suporte financeiro

A partir de 1 de julho de 2016, um único cálculo de risco será aplicado para todos os estudantes internacionais e vai substituir o antigo assessment level.

Com o SSVF, uma combinação de risco do país do passaporte e também da escola escolhida vai determinar o nível de documentação exigida para comprovação de nível de inglês e suporte financeiro.

Aplicações com menor risco deverão comprovar a situação financeira somente com uma declaração e o nível de inglês somente com o COE (se a matrícula na escola foi feita, significa que você tem o nível de inglês necessário para estudar lá).

Apesar de pedirem somente uma declaração dizendo que o estudante tem condições financeiras de se manter na Austrália, a imigração pode exigir mais documentos que comprovem a declaração, caso achem necessário.

Aplicações com maior risco , terão que enviar evidências de suporte financeiro.

Comprovações de suporte financeiro podem ser (necessário somente um deles):

  • evidência de fundos para viver na Austrália por 12 meses para o estudante e seus dependentes e taxas do curso OU
  • evidência de income anual OU
  • Acceptance Advice of Secondary Exchange Students (AASES) . Cata de aceitação em High School para estudantes em intercâmbio de segundo grau.

Comprovação por income/renda:

O valor do income anual é de pelo menos 60 mil dólares por ano. Para estudantes com dependentes, o valor é de pelo menos 70 mil dólares por ano ou mais dependendo do número de dependentes.

O income anual deve ser SOMENTE do estudante ou do marido/mulher ou dos pais. Pode ser também a combinação do income dos pais. A evidência de income deve ser por documento oficial gerado pelo governo, como declaração de imposto de renda.

Comprovação por fundos (dinheiro na conta):

A evidência de fundos para 12 meses pode ser comprovado por extratos, empréstimos com uma instituição financeira, empréstimo com o governo, bolsa de estudos ou sponsorship.

A partir de 1 de julho de 2016 o valor anual será:

  • Pra estudantes e guardiões: AUD 19830
  • Partner: AUD 6940
  • Filhos: AUD 2970

Crianças dependentes com idade escolar, tem que adicionar mais AUD 8 mil dólares (pra cada criança) por ano na comprovação que é para cobrir o custo da escola.

Os valores de income e de fundos serão revisados regularmente pela imigração.

Obs: Se seu curso tiver duração menor a comprovação vai ser proporcional.

Comprovação de nível de inglês:

Quando a comprovação de nível de inglês for solicitada, o aplicante pode usar UM DOS :

  • IELTS nota of 5.5
  • IELTS nota 5 se for acompanhado com um curso de inglês de pelo menos 10 semanas
  • IELTS nota 4.5 se for acompanhado com um curso de inglês de pelo menos 20 semanas

O equivalente da nota do IELTS pode ser apresentado por um dos outros exames de inglês como:

  • TOEFL
  • Pearson Test of English Academic
  • Cambridge English: Advanced
  • Occupational English Test

Obs: Essa comprovação vai depender do curso que você vai fazer. Universidade por exemplo pode exigir o nível de inglês.

Obs II: não existe mais limite de duração de curso de inglês para o visto. Uma pessoa pode estudar inglês por dois anos direto por exemplo.

Transferência de curso

A partir de 1 de julho de 2016, uma nova condição será introduzida e todos os estudantes só vão poder ser transferidos para um curso do mesmo nível ou de nível mais alto. A não ser que estejam fazendo doutorado e assim podem transferir para um mestrado.

Se você quiser transferir para um curso de nível mais baixo, terá que aplicar pra um visto novo.

Dependentes

A partir de 1 de julho de 2016, para se tornar dependente de uma pessoa que já possui um visto de estudante, o dependente vai ter que aplicar para o próprio visto 500.

Os membros da família devem ser declarados na aplicação inicial do visto de estudante, independente se esses membros tem a intenção de entrar como dependente no futuro. Os membros que não forem declarados não serão elegíveis como dependentes. Com exceção das pessoas que se tornaram membros da família após a aplicação do visto. Ex: Partner e novo filho.

Não vai ter mais um tempo mínimo que o aplicante deve estudar para ter direito a incluir dependentes.

Normalmente, o mesmo nível de evidência financeira vai se aplicar para os dependentes.

Tempo de processamento do visto

Com essas mudanças, a imigração tem a intenção de processar 75% dos vistos de estudante em um mês.

Para reduzir o tempo de processamento, os aplicantes devem enviar todos os documentos  na aplicação do visto. A falta de documentos pode implicar na demora ou até mesmo em um visto negado.

Tabela de cálculo de risco

risk

One, Two and Three = nível de risco da escola/país. Quanto maior o nível, maior o risco.

S = streamlined evidentiary requirements

R = regular evidentiary requirements

Quando tiver R será obrigatório anexar evidências financeiras e de nível de inglês (nível de inglês não é necessário pra quem vai estudar inglês, óbvio).

IMPORTANTE!!!

Apesar da imigração não divulgar o risco da escola e do país, eles vão publicar uma ferramenta online que você vai poder colocar alguns dados e vão te dar o nível de evidência necessário pro seu caso. Isso vai ser público no site da imigração a partir do dia 1 de julho de 2016.

 

Fonte em inglês: AQUI

 

 

Sobre o autor

Marina Abreu Silva

Marina (Nina) mora em Sydney desde 2010. É barista, baterista, developer, blogger e agente educacional. Trabalha com intercâmbios e criou o site Tagarela pra ajudar outros brasileiros que tem a intenção de visitar, morar ou migrar para Australia.

18 Comentários

  • Olá Nina! Adoro seu blog..
    Estou vendo para ir com visto de estudante de duração de 6 meses com acompanhante.. Saberia dizer se posso comprovar renda e fundos dos pais do meu namorado? Pois meus pais não tem condições nenhuma.. Ah! Possuo um apartamento em meu nome que está alugado.. isso ajuda? Caso eu vender o apartamento, quais outras coisas eu possa comprovar que voltarei para o Brasil?
    Bjaumm!!!

  • Oi Marina, obrigada por compartilhar tanto conosco…se vc souber, me tira uma dúvida por favor. Estando eu e esposo na Austrália com visto de residencia permanente, eu posso patrocinar para um primo um visto de estudante? tipo, apresentando para o governo que seríamos responsáveis pela despesa do estudante? claro, tendo uma renda maior de 70 mil por ano, porém sem ele ter que apresentar mais de 1600 dólares por mês na conta, caso solicitem? e outra coisa, de cara, é possível solicitar dois anos de visto para curso de inglês? e se for possível, ele precisa obrigatoriamente estudar os 24 meses? Obrigada novamente, que Deus te abençoe e te retribua por todo esforço e dedicação. Bjos

    • Oi Liz,

      Tudo bem?

      Você pode sim ser o suporte financeiro dele.

      Não aconselho solicitar 2 anos de visto de inglês, é muito. Melhor solicitar 1 anos e depois renovar caso seja necessário. Ou então matricula ele em um ano de inglês e um ano de um curso técnico.

      Me manda um e-mail: [email protected] .

      Beijo!

  • Parabéns. Adorei seu blog.
    Boa Noite!
    A Mae do Meu marido tem uma empresa, será que com o IRPJ dela poderia comprovar esse acesso a renda de 60 ou 70 mil doláres anual? Será que é aceito?

    Obrigada

  • Nina, para complementar a comprovação, eu poderia apresentar fundos do meu irmão junto com uma carta dele garantindo que está me “bancando”?

    Obrigado!!

  • Oi Marina, tudo bem? Adorei seu blog! Parabéns!!!! 😉

    Estou indo para a Austrália para melhorar meu inglês e trabalhar para pagar o meu custo de moradia lá. Queria tirar umas dúvidas, sobre o visto.

    Pergunta 1: O visto de estudante permiti trabalhar até 20h por semana, correto?

    Pergunta 2: Para que eu possa estudar e trabalhar na Austrália, posso comprar um curso de 4 semanas na agência e quando chegar na Austrália contratar mais meses ou preciso sair daqui com um curso de 14 semanas por exemplo? Pois na agência que eu fui, só existiam essas 2 opções (4 ou 14 semanas) e eu sei que se eu comprar aí na Austrália, o curso sairá mais barato.

    Pergunta 3: tenho uns 10mil limpo na poupança para comprovar, mais um apartamento em meu nome, que me rende aluguel mensal. Além disso minha mãe é aposentada (aprox. R$4mil por mês) e meu pai deu entrada na aposentadoria esse mês (vai ser aprox. R$4mil por mês Tb), além disso eles recebem aluguéis de imóveis em nome deles. Como estou aguardando meu passaporte novo chegar, fiquei em dúvida se solicito o visto em junho ou julho. Pois em junho meu pai ainda não terá como comprovar a aposentadoria. (Obs.: além disso eu já tive visto de estudante para os USA em 2011)

    Tanks a lot!!! :*

    • Oie! Obrigada!!!

      Respostas:
      Pergunta 1:
      Com o visto de estudante pode trabalhar 40h por quinzena. Isso é diferente de poder trabalhar 20h por semana. Você pode trabalhar 40h em uma semana por exemplo e não trabalhar na outra.

      Pergunta 2:
      Pra tirar o visto de estudante você tem que estudar pelo menos 12 semanas. Menos que isso seria o visto de turista.
      Se seu nível de inglês é baixo, aconselho a já vir fazer 6 meses de inglês, porque se você fizer menos e for renovar aqui, já tem mais o gasto com a renovação do visto.
      Comprando o curso aqui não sai mais barato não, é o mesmo preço.
      Eu vou te enviar um orçamento.
      Qualquer coisa me manda email: [email protected]

      Pergunta 3:
      O valor que você precisa ter é aprox AUD $1650 por mês de visto. 10 mil reais daria para somente 2 meses de comprovação.
      A comprovação deve ser feita por fundos OU pela renda dos seus pais. Mas acredito que mesmo com a soma das duas rendas não chega aos 60 mil dólares por ano.

      Dá uma lida no post novo sobre visto de estudante: http://tagarela.com.au/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-o-visto-de-estudante/

      Beijão!

  • Oi,

    Só os pais ou o marido podem comprovar renda? achei meio confuso pois no evidencia financeira fala sponsorship, não necessariamente pais…
    nessa nova regra o dependente vai poder estudar mais de 3 meses então?

  • Bom dia,

    Vc saberia informar se essa comprovação de $19830 é proporcional aos meses de estudo? vou estudar 7 meses, mas tenho q comprovar os doze meses assim mesmo??

    Pq pra comprovar esse income anual de $60000 é impossível para grande maioria dos brasileiros…

    Obrigado.

  • Olá, acompanho você já faz um tempo! Parabéns pelo blog. Adoro!
    Ouvi dizer que a partir do dia 01 de Julho o suporte financeiro não poderá ser mais amigo por exemplo. Terá que ser pai, mãe ou marido/esposa.
    Se isso for verdade você sabe me falar se padrasto se encaixa nesta posição de “pai” ? E padrinho ? E alguém que tem um relacionamento estável registrado com outra pessoa, pode ser o suporte financeiro da mesma ? Muitooooo obrigada 🙂

    • Oi Isabele,
      obrigada!! =)

      Bom, no site da imigração diz que tem que ser partner ou pais no caso da comprovação por renda.
      Agora você pode comprovar com um suporte financeiro (e não dizem que tem que ser pais ou partner) OU você comprova com sua renda ou de uma pessoa diretamente relacionada com você (aí sim, pais ou partner).

      Nina

Deixe seu comentário

três × cinco =