LGBTIQ

Intercâmbio Queer na Austrália

A Austrália está na lista dos países mais LGBTQIA+ friendly do mundo!

A vida social nas maiores cidades, é considerada tranquila. Não precisamos ter vergonha ou medo de andar de mãos dadas, demonstrar carinho no transporte público, trabalho ou qualquer lugar público em geral.

Infelizmente, nenhum país é 100% seguro e quanto mais fora dos grandes centros você for, menos seguro vai se sentir.

A união estável entre pessoas do mesmo sexo, é reconhecida na maioria dos estados e territórios desde 2003 e o casamento foi legalizado em toda Austrália em 2017.

Nós temos os mesmos direitos do que casais héteros, até quando se fala em intercâmbio. É possível vir em um visto de estudante de casal do Brasil pra cá, comprovando que o relacionamento é genuíno.

Casais do mesmo sexo também podem adotar em todo território australiano.

Gays e lésbicas podem servir nas forças armadas abertamente desde 1992 e pessoas trans podem servir desde 2010.

Desde 2013 existem leis para proteger contra discriminação da comunidade LGTQIA+.

Mudança de gênero e intersexualidade é reconhecido em todo território australiano. Alguns estados exigem cirurgia antes de permitir mudança de nome na certidão de nascimento. Pessoas não-binárias podem escolher a opção de sexo “não-específico” em documetos legais federais.

Em 2013, uma pesquisa registrou 79% de apoio a comunidade queer pela população, foi a quinta pesquisa com mais apoio do tipo no mundo.

Tendo uma das maiores paradas gay do mundo, o Sydney Mardi Gras tem a duração de 3 semanas e é assistida por centenas de milhares de pessoas de todas as idades e orientação sexual.

E para brasileiros, temos a página do Fruits from Brazil no facebook e instagram, fundado pela mesma criadora da Tagarela.
Para participar do grupo “secreto” no facebook, podem enviar mensagem privada para Tagarela ou pro Fruits.

Banner Ebook Adelaide 1
Promo Casal Sydney
Solicite Orçamento
Promo Sydney
Banner Manual Intercambista
Promo Adelaide
Promo Casal Adelaide

Sobre o autor

Marina Abreu Silva

Marina (Nina) mora em Sydney desde 2010. É barista, baterista, developer, blogger e agente educacional. Trabalha com intercâmbios e criou o site Tagarela pra ajudar outros brasileiros que tem a intenção de visitar, morar ou migrar para Australia.

Deixe seu comentário

dezoito − treze =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.