Lugares / Passeios

Surf em Gold Coast

Publicado por Ligia Ruy

Junte o útil ao agradável: surfe nas ondas mais famosas do mundo e estude ao mesmo tempo

img_4458img_4457surf1gabi

Intercambistas querem muito mais do que estudar, querem desbravar novos lugares, conhecer gente nova e ter experiências jamais imaginadas. O conjunto completo faz parte da vivência do intercambio. E nada como ir para a Austrália, terra do surf, e ter a oportunidade de experimentar as ondas tão famosas. Gold Coast é um dos destinos preferidos quando o assunto é este. Suas praias se tornaram famosas especialmente por receber a primeira etapa do Circuito Mundial de Surf todos os anos.

Comm Bank Top
Imigração Top
Passagens Top
CTax Return Top
Ovo Top

Todas as praias de Gold Coast tem condições para surf. A temperatura da água varia entre 15 e 25°C, com fundo de areia e praias para todos os níveis de surf. Bruno Nunes surfa desde os 13 anos de idade e um dos motivos pelo qual ele optou pelo intercâmbio na Austrália foi a oportunidade de morar perto da praia e surfar todos os dias, ao mesmo tempo em que estudava. “Os melhores picos para mim são Stradbroke Island South (beach break) e Snnaper Rocks (point break) – praia que por sinal recebe o Circuito Mundial de Surf. As ondas são continuas e perfeitas”, diz. Para os intercambistas que estão aprendendo a surfar agora ou surfam com longboard, Bruno recomenda a praia de Currumbin.

Vale a pena levar a prancha do Brasil para a Austrália?

Esta é uma pergunta muito recorrente dos estudantes . “Tudo depende. Se a prancha que você tem no Brasil é excelente e você está vindo para a Austrália com a grana curta, vale a pena trazer. As pranchas aqui não são muito baratas. Agora, se a prancha que você tem não esta tão boa assim, de repente valha a pena deixar para comprar uma usada por aqui. Por outro lado, se você não está apertado (a) de grana, vale a pena vir pra cá, experimentar as ondas com pranchas emprestadas ou alugadas e comprar uma aqui que atenda as suas necessidades para o mar e tipo de onda daqui”, explica Bruno.

Para Gabriela do Prado, estudante do interior de São Paulo que hoje mora em Gold Coast, a principal diferença em relação as ondas é que no Brasil elas são mais gordas e com menos pressão. “Aqui elas são mais rápidas e em pé, então o drop precisa ser mais rápido”, afirma. “Além disso, em grande parte das praias, as ondas são para a direita e no Brasil as esquerdas são mais comuns”, completa. Para saber as condições do mar,  os surfistas locais utilizam os aplicativos Surf check ou as páginas da Costalwatch e Swellnet na internet para saber quais serão as condições do mar.

A popularidade do surf em Gold Coast é enorme e o estilo de vida dos australianos que lá vivem, em geral, é muito saudável, voltado para os esportes e vida ao ar livre. Por conta disso, a concorrência dentro do mar para pegar uma onda pode ser grande dependendo da praia e da ondulação do mar.

Nadando com os tubarões

A Austrália faz jus a sua fama de ser o país com os animais mais perigosos do mundo e no mar não é diferente. É muito comum que tenham tubarões nadando pelas costas e as autoridades estão sempre em alerta em relação a isso. O estado de Queensland, porém, tem uma rede de proteção no mar em toda a costa, minimizando os ataques, já que os tubarões geralmente não passam pela rede (Saiba mais sobre o programa de controle de tubarões de Queensland aqui, em inglês). Contudo, é fundamental estar sempre alerta às notícias de ataques e evitar as praias com mais recorrências.  Além disso, no verão e comum que o mar fique infestado de águas-vivas. “Para os surfistas não tem muito o que fazer. E só ficar atento dentro da água para não relar em nenhuma delas, já que o veneno delas coça e queima”, diz Bruno.

Para aproveitar ao máximo, é importante também não esquecer o filtro solar, já que Gold Coast é uma cidade quente e a Austrália fica embaixo do furo na camada de ozônio. “Eu indico o zinc para quem quer surfar e vai passar mais de duas horas na água. Por sua textura espessa, quase como uma pomada, ele não sai na água e garante o surf do dia seguinte sem queimaduras”, afirma Bruno.

 

Confira também o post sobre trabalho em Gold Coast AQUI e solicite seu orçamento para estudar na Austrália AQUI.

Ovo Top
Passagens Top
CTax Return Top
Comm Bank Top
Imigração Top

Sobre o autor

Ligia Ruy

Deixe seu comentário

12 + sete =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.