Dicas de Inglês Dicas gerais e roteiros

Dicas para se dar bem no IELTS

Publicado por Ligia Ruy

É só ouvir a palavra IELTS que dá até calafrios. Se identificou? Então vem com a gente

IELTS é um teste de proficiência que testa de 0 a 9 qual a sua habilidade na língua inglesa. Ele muitas vezes é obrigatório na hora de se inscrever em cursos internacionais, vagas de trabalho (especialmente para vagas de sponsor) ou aplicação de alguns tipos de visto na Austrália. Além disso, algumas pessoas o fazem para ter vantagem competitiva na hora de concorrer para uma vaga de trabalho quando voltam ao Brasil.

Qual o primeiro passo?

Segundo Paul Collins, professor especialista em IELTS e fundador da empresa IELTS Transformation, o mais importante de início é planejar como você chegará ao resultado que você gostaria. “É preciso saber onde você está, aonde você precisa chegar e como você vai fazer para chegar lá”, diz ele. A partir deste ponto é possível desenvolver uma estratégia de estudos mais focada e eficaz. Além disso, Paul diz que muitos alunos perguntam quanto tempo é necessário para se preparar para o teste. “Tudo depende do seu nível de conhecimento e a nota que você quer/precisa tirar, mas mesmo que você vá fazer a prova daqui a muito tempo e considere que tem tempo de sobra, é melhor começar a estudar para aperfeiçoar suas técnicas e não ficar na correria dias antes da prova”, completa.

O teste

Para conseguir boas notas no IELTS é importante ter conhecimento de como o teste funciona, o tipo de perguntas que tem, o tipo de vocabulário e as habilidades que você precisa desenvolver para chegar na nota que você precisa. Confira a estrutura do teste (Informação retirada do site oficial do IELTS. Clique aqui para conferir):

ielts1

São dois tipos de testes, o Academic e o General Training, que são utilizados para fins diferentes. O Academic, como o nome diz, é voltado para quem tem como objetivo estudar, se inscrever em algum, curso internacional e etc., enquanto o General Training é para vagas de trabalho e vistos, entre outros. O teste é formado por quarto categorias: Interpretação oral, Interpretação de texto, Redação e Conversação. Cada categoria recebe uma nota e todas as notas são somadas e divididas por quarto para chegar à nota final. O IELTS é aceito no mundo todo e não tem uma nota de corte. As notas simplesmente descrevem o nível de conhecimento da pessoa.

Para entender os critérios das notas, foram desenvolvidas as definições do tipo de conhecimento que você precisa ter para alcançar cada pontuação. Como você pode ver na tabela abaixo (Essa tabela foi retirada do site oficial do IELTS, clique aqui para conferir):

 

Pontuação de banda    Nível de habilidade     Descrição
Banda 9 Usuário experiente Você tem um comando totalmente operacional da língua. Seu uso de inglês é apropriado, preciso e fluente, e você tem total compreensão
Banda 8 Usuário muito bom Você tem um comando totalmente operacional da língua com apenas algumas inexatidões não sistemáticas e uso inapropriado ocasionais. Você pode não entender muito bem algumas coisas em situações não familiares. Você tem um bom resultado com uma argumentação complexa e detalhada.
Banda 7 Usuário bom Você tem um comando operacional da língua, embora com algumas inexatidões ocasionais, uso inapropriado e equívocos em algumas situações. Em geral, você lida bem com linguagem complexa e compreende raciocínio detalhado.
Banda 6 Usuário competente Em geral, você tem um comando efetivo da língua apesar de algumas imprecisões, uso inapropriado e equívocos. Você consegue usar e entender linguagem bastante complexa, principalmente em situações familiares.
Banda 5 Usuário modesto Você tem um comando parcial da língua, e entende o significado geral na maioria das situações, embora seja provável que você faça muitos erros. Você é capaz de lidar com a comunicação básica no seu próprio campo.
Banda 4 Usuário limitado Sua competência básica é limitada a situações familiares. Com frequência, você tem dificuldade de entender e se expressar. Você não consegue usar linguagem complexa.
Banda 3 Usuário extremamente limitado Você transmite e entende apenas o sentido geral em situações muito familiares. Há interrupções frequentes na comunicação.
Banda 2 Usuário intermitente Você tem uma grande dificuldade de entender o inglês falado e escrito
Banda 1 Não usuário Você não consegue usar a língua exceto por algumas poucas palavras isoladas.
Banda 0 Não fez o exame Você não respondeu as perguntas

 

 

Além disso, é preciso praticar bastante cada parte, pois apesar dos testes serem diferentes, eles requerem o mesmo tipo de informação em cada etapa. Por exemplo, no teste de interpretação oral, são grandes as chances de que a primeira parte seja baseada em respostas com números. Clique aqui e veja materiais para estudar online. Além disso, ter o acompanhamento de um professional ajuda bastante, já que a correção, especialmente oral e escrita, é fundamental para o aperfeiçoamento dos seus conhecimentos. Mais que isso, eles podem dar dicas de como fazer o teste mais rapidamente e ressaltar qual tipo de vocabulário deve ser usado em cada situação.

Paul também lembra que é possível aprimorar seu nível de inglês com atividades simples do dia a dia, como ouvir música, assistir filme e ler livros em inglês. “Isso aumenta o vocabulário e o cérebro fica mais treinado para diferenciar o que soa natural em inglês, ou seja, as combinações de pronomes, verbos e objetos, além dos artigos, e como elas são usadas”, diz.

Sobre o autor

Ligia Ruy

Deixe seu comentário

12 − 7 =