Não Classificado

Ansiedade pré-intercâmbio, como controlar?

Publicado por Ligia Ruy

Confira algumas dicas sobre como driblar a ansiedade e não deixar que ela te domine.

São muitos os afazeres antes de finalmente aterrissar na cidade em que você fará o intercâmbio. São meses, talvez anos, planejando a viagem, escolhendo em qual escola vai estudar, aonde vai morar, o melhor seguro saúde, a cidade que tem mais o seu estilo e etc., sem contar todo o planejamento financeiro. Além disso, existe o preparo emocional de se jogar no desconhecido, ficar longe da família e amigos, falar uma língua que não o português. Esse momento de muitas mudanças e espera abre espaço para a ansiedade que, sendo moderada, pode impulsionar para alcançar o objetivo. Porém, quando constante e exagerada, pode se tornar uma doença.

“A ansiedade é uma armadilha, quanto mais desejamos controlar o futuro, mais nos destruímos no presente. Como um trampolim, quanto mais longe da base (aqui e agora), mais inseguros, mais trememos, mais percebo o risco de cair”, afirma Liane Herrlein, psicóloga.

A psicóloga Luana Cezar explica como identificar quando a ansiedade se tornou um real problema. “A ansiedade é reconhecida como um problema (ou patologia, na linguagem técnica), quando passa a afetar as decisões da pessoa, prejudicando a vida social com reações exageradas e desproporcionais de forma constante. A maneira mais simples de identificar ansiedade normal de ansiedade patológica é avaliar se a reação ansiosa é de curta duração, autolimitada e relacionada ao estímulo do momento ou não”, diz.

 

O estudante de publicidade e propaganda Felipe Garcia D’Ambrosio está programando seu intercâmbio pra Austrália e, apesar de sua ansiedade ser considerada normal, ele pede algumas dicas de como aliviá-las. “Não saber o que estar por vir é o que mais nos faz refletir. E também aquele velho questionamento interno de ‘estou fazendo a coisa certa?’ que sempre aparece quando tomamos a decisão de alguma mudança na vida. Não é a primeira vez que deixo minha família para me aventurar sozinho, mas a distância também é um ponto que pega bastante. Saber que não poderá voltar aos finais de semana e que se acontecer alguma coisa não poderá vir ajudar também mexe muito com o psicológico”, diz.

A doutora Herrlein dá a dica. “Primeiro se pergunte o que está te preocupando, o que está te gerando essa ansiedade. E tente se preparar da melhor forma possível! Está preocupado em como vai se virar com a língua? Assista filmes, escute músicas, já vai treinando seu ouvido e estude o máximo que puder. Caso for ficar em casa de família, tente entrar em contato com eles. Converse com quem já tenha feito intercâmbio e questione sobre as sua dúvidas”, completa.

Confira quatro sugestões de como controlar a ansiedade pré-intercâmbio:

  • Praticar exercícios respiratórios para relaxar e harmonizar o corpo
  • Enxergue os problemas por outro ponto de vista. Tente analisar como se você não estivesse nela e ter uma avaliação mais racional da situação
  • Pratique exercícios físicos para controlar a endorfina
  • Estabeleça metas de curto e longo prazo e valorize sempre o momento. Tire seus pensamentos do futuro

 

Você tem mais alguma dica? Comente aqui!

Sobre o autor

Ligia Ruy

Deixe seu comentário

treze + quatro =